Uma Nova Primavera

19:59

Créditos: Eric Gomes


Analisando as principais manchetes dos jornais de 2015, consigo observar que esse foi um ano dramático e que ficará marcado para todos, seja pelos seus momentos positivos, seja pelos negativos. Nesse sentido – e admito de início: assumo aqui uma postura positiva –, é impossível não perceber que esse ano significou um marco para os mais diversos movimentos e as mais diversas causas ao redor do mundo.

Vimos atentados terroristas abalarem os pilares da democracia ocidental ao mesmo tempo em que testemunhamos o maior movimento migratório desde a Segunda Guerra Mundial com suas trágicas consequências. Vimos a corrupção em sua forma mais clara, junto com o mar de lama que dela se originou, destruir fauna, flora e vidas. Observamos e sofremos com a violência policial, que, de tão frequente, se tornou impossível de ser ignorada, seja contra negros nos Estados Unidos ou contra professores e alunos no Brasil. Nesse ano, vimos um pouco de tudo.

Créditos: Armando CercoAdicionar legenda

Entretanto, foi também em 2015 que presenciamos uma nova primavera dos povos, como muitos colocaram. Mulheres, homossexuais, negros, trabalhadores, cidadãos: todos eles tomaram as ruas e promoveram ações para defender seus direitos assim como aquilo em que acreditam. A população tomou as ruas em São Paulo contra o aumento das tarifas de transporte; no Paraná, os professores lutam pelos seus direitos trabalhistas, enquanto no Chile são os alunos que tomam as ruas pela educação; as mulheres são firmes e constantes ao reivindicarem seus direitos individuais, políticos e sociais em todo o mundo e, em Nova York, vemos a questão negra voltar a ser central.

O sentimento que prevalece após esses acontecimentos é a esperança de que essa nova Primavera tenha um caráter muito mais duradouro do que suas antecessoras. Que as demandas expressas no ano passado não sejam colocadas em prática de forma tão efêmera e descompromissada como ocorreu nas revoluções liberais de 1848. Também é um desejo que vejamos resultados mais animadores do que aqueles que a maioria dos países que participaram da primavera árabe podem observar atualmente, seja no contexto político, social ou dos próprios direitos humanos. O melhor fruto que pode vir do protagonismo dos movimentos sociais nesse último ano é a possibilidade de não termos como voltar atrás, é a possibilidade de não retrocedermos; é o maior desejo de qualquer um que esteja lutando ou que saiba valorizar a luta por uma sociedade verdadeiramente democrática.

Quero acreditar que a única opção lógica que nos resta é seguirmos em frente. Não vejo como uma alternativa fecharmos os olhos, não agora que eles foram abertos, escancarados, mesmo nos momentos e para aqueles que não desejavam. Ignorar a violência policial não é mais a única opção, pelo contrário. Se os acontecimentos no Paraná, em São Paulo, no Rio de Janeiro e nos Estados Unidos nos ensinaram alguma coisa é que o silêncio não é mais viável, ou pelo menos não deveria ser.

You Might Also Like

14 comentários

  1. Além de incrível, achei muito importante essa matéria. Sim, 2015 foio ano do estopim. Todos acordaram e enxergaram a realidade, o que estava escondido por baixo dos panos, muitos se manifestaram, outros se acomodaram e se esconderam por trás das máscaras da falta de esperança. 015 foi um ano terrível pra muitos, aqui no Brasil o ano da decepção, do descaso, do abandono... Fiz um vídeo falando disso, talvez menos caprichado que sua postagem, ela está impecável, parabéns. Se quiser dar uma força deixarei aqui o link. ► https://www.youtube.com/watch?v=EpEpo0Lsr1I
    Mais uma vez parabéns!
    Abraço
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    2015 foi realmente um ano intenso. Não só para nós, brasileiros, como para o mundo todo. No geral, acredito que 2015 foi bem ruim em vários aspectos mas não podemos esquecer das coisas boas que também aconteceram.
    O povo brasileiro está cada vez mais acordando e deixando de ser um povo acomodado. Há pelo menos uns 3 anos, se não me engano, percebo que as pessoas começaram a realmente sair ás ruas em grande número e ir á luta pelos seus direitos. Seja o negro, a comunidade LGBT, as mulheres, os trabalhadores, estudantes ou quem quer que seja. E que seja sempre assim. Não podemos deixar as coisas como estão. Para o Brasil melhorar, temos que fazer acontecer. Mas todos juntos, e não apenas uma pequena parcela da população.
    Também realmente espero que 2016 seja um ano melhor. Com menos violência, menos corrupção e mais justiça. Chega de ver tanta coisa ruim acontecendo, tanta intolerância e tantas pessoas sofrendo lá fora com esses terríveis atentados.
    Post impecável. Está de parabéns.
    Abraços!
    https://blogladoescuro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá :D
    Que texto mais lindo, casa comigo?
    Bem, 2015 foi sim um ano na qual coisas positivas aconteceram, um ano em que o povo lembrou que deve ter voz e que seu poder é imenso. Acredito que 2016 será ainda melhor, nós não podemos esquecer as coisas incríveis que podemos fazer.
    Claro que as coisas ruins que existem no mundo não vão acabar amanhã por causa de meia dúzia de manifestações. Mas, acredito que é assim que se começa. Esses manifestos tem cada vez mais gente que conscientiza ainda mais pessoas para as causa. De pouquinho em pouquinho, de ano em ano vamos fazer tudo mudar! Daqui a cem anos, quem sabe, o racismo, o machismo e outros já não estarão entrando em extinção?
    Beijões <3

    ResponderExcluir
  4. 2015 Foi um ano difícil. Muitas coisas podem não ter acontecido diretamente conosco, mas de alguma forma sempre somos afetados. Sempre vejo as pessoas reclamando, mas poucas indo a luta. Espero do fundo do meu coração que os brasileiros a cada dia que passem se revoltem mais com as barbaridades acontecidas no Brasil e que vão a rua lutar pelo que é certo!
    Bjus

    ResponderExcluir
  5. Olá, muito bom seu texto. Eu me lembro de ter lido um livro que citava o enorme número de pessoas que migraram por causa da Segunda Guerra Mundial, época em que eu não era nascida, e pouco depois começou essa outra onda migratória que está acontecendo, estamos vivendo a História!

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oii.
    Nossa ultimamente temos vivido em um caos, também acho que devemos seguir em frente e não se conformar com tudo que tem acontecido.
    Beijos;)
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Texto super interessante e importante. É sempre bom refletir sobre o que está acontecendo a nossa volta e as sobre as consequências desses acontecimentos em nossa vida. :)

    beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Que texto! 2015 foi sem dúvida um ano em que acordamos, claro que mais pessoas precisam acordar e ir a luta. Os governantes estão vendo que estamos mais atentos as coisas, e espero que esse ano que se inicia as coisas continuem nesse ritmo de descobertas, porém sem essa violência que está cada dia maior. É uma pena que um protesto que está acontecendo em beneficio da sociedade acabe se tornando um campo de batalha. Mas se Deus quiser e nós fizermos por onde as coisas irão melhorar. Parabéns pelo texto!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  9. Que texto hein! 2015 pra mim foi um caos, espero que 2016 seja melhor.

    Frases, Trechos e Pensamentos

    ResponderExcluir
  10. Belo texto! De fato, 2015 foi um ano de muitas transformações político sociais. Espero que o povo não se cale e continue na luta pelos seus direitos e por um mundo melhor. :)
    Beijos

    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  11. Ah, sei lá... essas manifestações que aconteceram em São Paulo não fizeram muito sentido para mim... sinceramente, não sei porque protestaram por um tempo e depois, quando as coisas pioraram consideravelmente, sumiu todo mundo das ruas... muita manipulação. Mas foi pelo menos o início de algo.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  12. Adorei seu texto!
    2015 foi realmente um ano -diferente- pois a população saiu as ruas em vários momentos para lutar por seus direitos, mesmo que tenha deixado de opinar em vários outros momentos importantes também.
    Espero que esse ano seja um pouco melhor que o anterior com as tragedias e atentados, mas que a população saia nas ruas em busca de seus direitos novamente

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  13. 2015, um ano com tantas disparidades horrendas. Fico triste ao ver milhares de famílias tendo que abandonar seus lares para fugir da guerra, de perseguição, mas fico orgulhosa de ver como o ser humano também tem a capacidade de ajudar o próximo nas situações de necessidade e como conseguimos nos impor e mostrarmos que temos voz e que com ela conseguimos mudanças importantes para toda a sociedade. Espero que 2016 seja ainda melhor e que o povo se imponha mais e mostre sua voz com participações ativas.
    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir

Popular Posts

recent posts

Flickr Images