Top 5 - Clássicos da Literatura Mundial que Ainda Não Li

18:40

Hey, pessoas, tudo bem?
Normalmente, não sou uma pessoa muito ligada aos clássicos da literatura, mas acho que todo mundo tem aquele livro, ou livros,que simplesmente não lhe diz nada e, portanto, não é algo que planeja ler em nenhum momento, entretanto há também aqueles que desperta naturalmente a curiosidade. Seja pelo enredo, personagens, crítica ou pelo entusiasmo geral daqueles que leram alguma dessas obras, ou ainda a mistura desses elementos, esses são os cinco livros daqueles considerados clássicos da literatura mundial que eu tenho, realmente, a intenção de ler.

Os Miseráveis - Victor Hugo
Editora: Martin Claret 
Páginas: 1511
Sinopse: Esta obra é uma poderosa denúncia a todos os tipos de injustiça humana. Narra a emocionante história de Jean Valjean - o homem que, por ter roubado um pão, é condenado a dezenove anos de prisão. Os miseráveis é um livro inquietantemente religioso e político.








Esse é com toda a certeza um dos livros que tenho mais curiosidade de ler. Desde o primeiro momento que tive contato com a obra, ainda na 5ª série na escola, fiquei fascinada pelas nuances que a história em si apresenta assim como seus personagens. O sucesso dessa obra de 1862 é realmente atemporal, um exemplo disso é a quantidade de atenção que a mesma recebe das outras artes: são inúmeras adaptações para o cinema e para a TV desde 1905 até 2012, além de adaptações em teatros e musicais pelo mundo. O único motivo pelo qual ainda não o li é realmente a falta de oportunidade, mas tenho certeza de que vou apreciar muito essa leitura, que conta com mais de 1500 páginas em sua edição especial (sonho de consumo); um gingante em todos os sentidos. A presença de Os Miseráveis nessa pequena lista também representa outro grande clássico do autor que tenho muita vontade de conhecer melhor: O Corcunda de Notre Dame. Espero que as duas leituras sejam uma grande experiência.

Dom Casmurro - Machado de Assis
Dom Casmurro
Editora: Globo
Páginas: 277
Sinopse: Um dos mais famosos romances brasileiros de todos os tempos, tem como protagonista o mais-que-famoso par central Bentinho e Capitu - além de conter o caso narrativo mais discutido de nossa literatura, a traição (ou não) de Capitu. E como outras obras de Machado da última fase, também apresenta um retrato penetrante de aspectos definidores de nossas elites.





Minha intimidade com essa que é considerada uma das maiores obras da literatura brasileira é miníma. Como a maioria das pessoas, conheço o enredo superficialmente e toda a polêmica que gira em torno do próprio narrador em sua velhice e do romance infectado de ciúmes de Bentinho e Capitu e assisti adaptações da obra, mas ainda tenho muita curiosidade de lê-la e poder conferir em cada palavra essa desconfiança que é própria da história e de seus personagens. Pelo pouco que conheço já fico um tanto quanto encantada por como Machado de Assis consegue manipular as palavras para brincar com o próprio leitor e colocá-lo em dúvida em relação a cada tema que o próprio aborda em Dom Casmurro e é esse o maior motivo pelo qual eu quero ler.

Admirável Mundo Novo - Aldous Huxley 
Editora: Globo
Páginas: 309
Sinopse: Ano 634 d.F. (depois de Ford). O Estado científico totalitário zela por todos. Nascidos de proveta, os seres humanos (pré-condicionados) têm comportamentos (pré-estabelecidos) e ocupam lugares (pré-determinados) na sociedade: os alfa no topo da pirâmide, os ípsilons na base. A droga soma é universalmente distribuída em doses convenientes para os usuários. Família, monogamia, privacidade e pensamento criativo constituem crime.





Esse livro chamou minha atenção primeiramente por causa do álbum e da música da Pitty; como gostei muito de ambos e como, obviamente, os dois foram baseados na obra de 1932 a curiosidade em relação a mesma foi despertada. O fato de eu gostar muito de distopias também contribui muito para minha vontade de ler Admirável Mundo Novo, além de que uma sociedade toda "pré" e na qual qualquer tipo de ética ou moral esteja perdido e, assim, todas as coisas que consideramos normais, como família e privacidade, deixam de existir é, no minimo, intrigante.

Fahrenheit 451 - Ray Bradbury
Editora: Biblioteca Azul
Páginas: 215
Sinopse: Escrito após o término da Segunda Guerra Mundial, em 1953, Fahrenheit 451 revolucionou a literatura com um texto que condena não só a opressão anti-intelectual nazista, mas principalmente o cenário dos anos 1950, revelando sua apreensão numa sociedade opressiva e comandada pelo autoritarismo do mundo pós-guerra. A singularidade da obra é perceber uma forma muito mais sutil de totalitarismo, uma que não se liga somente aos regimes que tomaram conta da Europa em meados do século passado. O livro descreve um governo totalitário, num futuro incerto, mas próximo, que proíbe qualquer livro ou tipo de leitura, prevendo que o povo possa ficar instruído e se rebelar contra o status quo. Tudo é controlado e as pessoas só têm conhecimento dos fatos por aparelhos de TVs instalados em suas casas ou em praças ao ar livro. A leitura deixou de ser meio para aquisição de conhecimento crítico e tornou-se tão instrumental quanto a vida dos cidadãos, suficiente apenas para que saibam ler manuais e operar aparelhos.

Outra distopia. Mas essa me chama a atenção por outro motivo: vocês conseguem imaginar um mundo em que ler é proibido? Isso é uma sacada enorme do autor, acho que não há formas mais eficientes de manter um povo completamente alienado do que restringir o pensamento dessa forma. Imagino como uma sociedade dessa forma funciona no próprio dia a dia, como as reflexões e os pensamentos críticos surgem e se desenvolvem ou ainda se sequer existe um diálogo e discussão sobre a própria realidade em que essas pessoas vivem.

Laranja Mecânica - Anthony Burgess
Editora: Aleph
Páginas: 224
Sinopse: Narrada pelo protagonista, o adolescente Alex, esta brilhante e perturbadora história cria uma sociedade futurista em que a violência atinge proporções gigantescas e provoca uma resposta igualmente agressiva de um governo totalitário. A estranha linguagem utilizada por Alex - soberbamente engendrada pelo autor - empresta uma dimensão quase lírica ao texto.






Essa é uma das obras mais faladas e que a trama em si é algo que a maioria conhece, mesmo que apenas pelo filme de Stanley Kubrick (como é o meu caso). A história de Anthony Burgess é um sucesso não só da literatura e do cinema como a própria discussão que levanta não só sobre a violência por parte do governo autoritário como do próprio cidadão, como ocorre com Alex, e como isso e a hipocrisia de se combater uma realidade e sociedade violentas com a violência acarreta diversas consequências que na verdade só pioram tudo. Essa discussão é o que mais me motiva a querer ler esse livro.

Esses são os clássicos que eu mais quero ler no momento. E vocês? Quais que vocês tem curiosidade de ler ou que já leram?

You Might Also Like

13 comentários

  1. Nossa bate aqui o/
    O único ai que eu li foi DOM CASMURRO! Preciso ler mais clássicos (hahaha)

    xoxo
    http://www.amigadaleitora.com/

    ResponderExcluir
  2. Sabe, também não me ligo muito nesse negócio de clássicos. Mas tenho vontade de ler todos da lista que você postou! =D Acho que são livros interessantes. Valem a pena! (=

    Abraço!
    Vanessa Vieira
    Pensamentos Valem Ouro

    ResponderExcluir
  3. Estou com você nessa ein hahahahaha
    Li pouquíssimos clássicos e dos que você citou também não li nenhum.
    Estou tentando mudar isso e espero em breve ler um dos citados (alguns já estão na minha lista).
    Beijão!

    ResponderExcluir
  4. Olá

    Eu não sou dos clássicos também não hahahaha
    Gostei de ver os livros que você citou e espero um dia ler algo hahahaha


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  5. Oii, adorei a sua lista!!
    Desses eu só li Dom Casmurro e adoreei! Vale muito a pena!!
    Também quero ler "Os Miseráveis" e "Fahrenheit 451". Também estão na minha lista!
    Boas leituras!!

    Beijos,
    Fernanda
    www.oprazerdaliteratura.com.br

    ResponderExcluir
  6. Você não está sozinha, Gabby! Não li nem um. Pretendo ler Laranja Mecânica e Os Miseráveis o quanto antes, o resto não faço tanta questão :p
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Preciso confessar que também não li nenhum desse =[ Somente vi a adaptação cinematográfica de "Os miseráveis", que aliás ficou maravilhosa! O livro deve ser tão bom quanto!
    Um desses livros eu nunca ouvi falar, o livro "Admirável Mundo Novo". Que vergonha =[
    Preciso ler mais clássicos hahaha
    Ótimo post!
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    o unico que li foi Dom Casmurro, mas esses outros são super classicos mesmo e que a gente ouve falar com frequencia

    Adorei
    Beijocas,
    Ana - www.bookzonthetable.com.br

    ResponderExcluir
  9. Opa! Ótima seleção ;)
    O unico que não tenho vontade de ler entre esses é Dom Casmurro, sério, num tenho nenhum interesse hahahaha
    Agora, Admirável Mundo Novo está no topo da minha lista de clássicos!
    Só uma dica, que minha professora de literatura da faculdade me deu e vou repassar, evite exemplares da Martin Claret, a tradução deles não é muito confiável.

    Beijinhos ;*
    Proseando com uma BibliophileFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  10. Não é só você não flor, eu também não li nenhum dos citados.
    Já pensei em comprar Os Miseráveis, mas li algumas páginas e a conexão com a escrita não fluiu, então desanimei totalmente.
    Já Laranja Mecânica, é um que pretendo conhecer, a proposta do enredo faz meu estilo de leitura.

    Beijos.
    Leituras da Paty











    ResponderExcluir
  11. Daí só li Don Casmurro mesmo..kkkkk
    Mas é uma ideia bacana..kkk... Minhas listas dos clássicos ia ser grande (em especial os clássicos estrangeiros).

    Adorei o post.
    Beijos
    Tamires Bourbon

    ResponderExcluir
  12. Vou te falar que eu só li Dom Casmurro pq a escola mandou, mas não me lembro. Não tenho a menor pretensão de ler esses e outros clássicos, não gosto do linguajar, acho chato demais.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  13. Eu também ainda não li nenhum desses!
    Comecei a ler Dom Casmurro bem no dia em que fui pro Beto Carrero, aí acabei deixando de lado e nunca mais retomei a leitura :(
    Tenho Laranja Mecânica no celular, mas também comecei a ler e achei meio complexo, sei lá. Tem que ser em uma época que eu esteja com a mente bemmmmmmmmm livre (férias <3)

    Beijos,
    Duas Leitoras

    ResponderExcluir

Popular Posts

recent posts

Flickr Images